A Qualicorp esclareceu que oferece aos beneficiários da Unimed Paulistana a opção de adesão a um novo plano em condições especiais

No último dia 2, a Agência Nacional de Saúde determinou,  a migração dos clientes para outras operadoras  por motivo da quebra da Unimed Paulistana, a Qualicorp, administradora que tem 160 mil das 744 mil contas do plano, se comprometeu a respeitar as características da rede hospitalar oferecida e o valor cobrado anteriormente. Mas vários clientes estão se deparando com propostas de transferência com planos que chegam a ser 80% mais caros.
Outro problema relatado é em relação à possibilidade de cancelamento dos dependentes e pessoas acima dos 60 anos tiveram aumento de 118% nos valores.
 
A Qualicorp esclareceu que oferece aos beneficiários da Unimed Paulistana a opção de adesão a um novo plano em condições especiais, que " é facultativa ao cliente", podendo eles aguardarem ou não a decisão da Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS) sobre a alienação compulsória da operadora.
 
Em nota, a Qualicorp afirmou ainda que 80% das propostas mantém cobertura hospitalar e preços similares. Do restante, uma metade terá de pagar até 10% a mais no valor de sua mensalidade e a outra é representada por contratos antigos da Unimed Paulistana que já não são compatíveis com as atuais regras do setor . Segundo a empresa, isso explica a eventual variação de preços em relação aos novos planos ofertados.
 
A Qualicorp afirmou ainda que "haverá a possibilidade de exclusão de dependentes fora dos prazos contratuais habitualmente previstos. Esta orientação será reiterada junto às nossas áreas de atendimento."
 
A ANS não se opõe à prática da operadora. A agência diz apenas que orienta que o beneficiário analise as condições de preço e as mudanças relativas à rede assistencial nas propostas oferecidas pelas administradoras.
 
O prazo da ANS para que a Unimed Paulistana repasse seus cerca de 744 mil beneficiários termina no próximo dia 2, quando expiram os 30 dias passados da publicação no Diário Oficial da União.
 
Leia mais sobre plano de saúde. Aqui
 
Fonte da noticia: Economia ig
 
#planosdesaude #planosmedicos #conveniosmedicos #saudeokplanosmedicos #planodesaude #plano medico