Seis em cada dez brasileiros só vão ao médico quando já estão doentes. É o que mostra uma pesquisa do Instituto Data Popular. Segundo os médicos, a prevenção é a melhor forma de reduzir o risco de doenças graves como infarto ou acidente vascular cerebral (AVC), que podem deixar sequelas e até matar.

A obesidade é um fator de risco importante para essas doenças. É preciso estar atento ao problema. A pesquisa mostra também que mais da metade dos entrevistados está acima do peso ideal, mas só 10% das pessoas obesas fazem dieta.
 
Para o presidente do Instituto Data Popular Renato Meirelles o discurso do brasileiro é mais consistente do que a prática. “Três quartos afirmam se preocupar diariamente com a forma. Agora na prática não é bem assim que funciona – 57% não abrem mão de comer doce e fritura e pasmem, 81% não fazem atividade físicas de forma regular”.
Todo mundo sabe que alimentação saudável e atividade física ajudam a prevenir doenças. Entretanto, também é necessário dormir bem, curtir a família, os amigos, se divertir e fazer exames periódicos.
 
Em 11 anos, o gasto dos brasileiros com saúde aumentou 50%. A região Sudeste concentra mais da metade dos gastos das famílias com saúde, seguida das regiões Sul e Nordeste. Estima-se que a classe média gastará aproximadamente R$ 72 bilhões, contra R$ 70 bilhões da classe alta e R$ 23 bilhões da classe baixa.
 
A saúde é vista sob duas perspectivas: prevenção e urgência. No entanto, há uma contradição entre o discurso e a prática e quando se fala em saúde. A saúde aparece com força no discurso como uma preocupação constante e intensa dos indivíduos - em especial, sob a perspectiva da prevenção. Porém, na prática, esses indivíduos não valorizam a prevenção. Só visitam o médico, praticamente, em caso de urgências ou por questões de doença já estabelecidas.
 
O brasileiro visita o médico quando julga realmente necessário - em outras palavras, a urgência predomina sobre a prevenção. Em média, seis em cada 10 brasileiros só vão ao médico quando estão realmente doentes.
 
Fonte da dica: g1/globo/jornal-hoje
#planosdesaude #planosmedicos #conveniosmedicos #saudeokplanosmedicos #planodesaude #plano medico