O mercado pet já representa 0,34% do PIB brasileiro

Ao longo dos anos cães e gatos assumiram o papel de membros da família. A importância deles na sociedade atual é cada vez maior.  O mercado pet já representa 0,34% do PIB brasileiro, à frente dos setores de geladeiras e freezers, componentes eletroeletrônicos e produtos de beleza. A estimativa é de que o mercado brasileiro de pets deve atingir um faturamento de R$ 16,47 bilhões. Mas, mesmo diante desses investimentos o segmento de planos de saúde para pets ainda é um campo desconhecido para muitos tutores. 
A questão é que o brasileiro ainda está muito voltado para os gastos com a estética do que para o bem-estar do animal e se esquecem que os pets também precisam de cuidados com a saúde.
 
O Brasil já conta com algumas empresas que hoje oferecem planos de saúde para cães e gatos. A medicina veterinária vem evoluindo rapidamente nos últimos anos, mas, em média, os pets costumam passar apenas por duas consultas ao ano. Pela falta de planejamento financeiro voltado à saúde dos pets, os tutores acabam não tendo recursos para arcar com os tratamentos e exames mais sofisticados, justamente no momento em que mais precisam. Quando existe uma prevenção estimulando o uso de equipamentos, consultas e exames, os custos passam a cair e com isso, pets e seus tutores passam a ter mais chances de uma história com final feliz, o Dr. Dr. Fernando Leibel, médico, especializado em Terapia Intensiva e Analise de Sistemas pela PUC e um grande apaixonado por pets, que há três meses criou a Health for Pet, empresa brasileira que oferece diversos tipos de planos de saúde. Do básico ao mais completo. 
 
De acordo com Nelo Marraccinni Neto, vice-presidente do Instituto Pet Brasil afirma que os planos de saúde devem crescer nos próximos anos, seguindo a tendência dos EUA. 
 
A empresa reservou três novidades que integram as ‘características de pedigree’ através dos serviços exclusivos. 
 
1 - PetHome, um serviço exclusivo que leva o melhor da medicina veterinária à residência do cliente.  Atualmente são cerca de 80 veterinários credenciados para oferecer este serviço. 
 
2 - PetPhone. Serviço de atendimento telefônico 24 horas, com uma equipe de profissionais treinada e preparada para fornecer informações sobre a saúde do pet para as mais diferentes situações. 
 
3 – Digipet. Todos os veterinários, clínicas e hospitais credenciados recebem o DigiPet, que nada mais é do que um tablet configurado com um software personalizado que permite que todas as informações fiquem armazenadas em um arquivo eletrônico: vacinas, procedimentos, resultados de exames clínicos e por imagem, cirurgias e todo histórico veterinário.
 
Com apenas três meses de funcionamento, a empresa que atende toda a grande São Paulo conta com cerca de 500 e está se expandindo aos poucos para todo o Estado de São Paulo e em 2015 pretende estabelecer-se no Rio de Janeiro também. Além disso, Leibel pretende alcançar 100 mil pets cadastrados em até cinco anos e a partir desse crescimento poder oferecer benefícios e convênios diferenciados para ONGS e serviços de proteção animal, que tanto precisam de apoio. 
 
 É preciso ter em mente que se os pets assumiram o papel de membros da família devemos dar à saúde deles a mesma atenção que damos. Sendo assim, a dica é sempre prevenir. 
 
Mais informações sobre plano de saúde para Pets. Clique aqui.   
 
Fonte da noticia: /portal.comunique-se
 
#planosdesaude #planosmedicos #conveniosmedicos #saudeokplanosmedicos #planodesaude #plano medico